sábado, julho 01, 2017

Ponte conquisarda. Perdas insignificantes.

Cinco soldados apenas
aobre a ponte já roída.
As pistolas são pequenas
para o tamanho da vida.
     
Cinco rapazes somente
na ponte dinamitada.
Atrás ficou o tenente
na volta de uma granada!
     
A ponte tem um buraco
mesmo ao meio do seu desenho.
Por baixo só há um charco
cheio de granadas de estanho.
     
A ponte não aguenta
com dez botas bem cardadas?
E foram cento e setenta
a fugirem das granadas.
     
Agora só restam cinco
avançando devagar.
Sobre as arcadas de zinco
o vento só corta o ar!
     
(E o general perfumado
_tão longe de ser cruel!_
com aspecto resignado
joga às damas no quartel).
     
         Henrique Segurado

2 Comments:

Blogger Graça Pires said...

Uma crítica muito acutilante à guerra e aos que ficam nos quartéis indiferentes ao que se passa no campo de batalha. Não conhecia o Henrique Segurado. Obrigada pela partilha.
Beijos.

2:58 da tarde  
Blogger Franziska said...

E o general perfumado
_tão longe de ser cruel!_
com aspecto resignado
joga às damas no quartel).

Son cosas de la guerra y de la vida; unos mueren y otros, se lamentan.

Feliz domingo en paz y armonía y lejos de los puestos de mando, si es posible. Franziska

7:25 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home